A região íntima precisa de hidratação?

A pele precisa de hidratação e a vulva tem pele, logo, nada mais natural do que hidratar essa região, certo?

É com essa prerrogativa que desembarcam no mercado os hidratantes íntimos. Mas o que os especialistas têm a dizer sobre eles?

“Eu não recomendo incluir a hidratação diária para a vulva e a vagina, principalmente porque, dependendo do produto, ele pode atrapalhar a flora vaginal e o pH da região”, pontua a ginecologista Tais Calomeny, de São Paulo.

“Não é igual a um hidratante que se passa no corpo. Existem características específicas ali que precisam ser preservadas”, frisa a médica.

Os hidratantes seriam mais úteis em casos de específicos de ressecamento, mas é importante consultar o ginecologista antes.

+Leia Também: Decifre o skincare: saiba o que ele realmente faz por você

Pode mesmo?

O que é (e o que não é) indicado para a região

Continua após a publicidade

Sabonete comun
Até pode ser utilizado na área externa da vagina, mas o ideal é usar sabonetes íntimos, que preservam o pH.

Cotonetes e buchas
Não pode de jeito nenhum! Além de alterarem a flora vaginal, chegam a lesar a região.

Lenço umedecido
Também pode desregular a flora vaginal se usado todo dia. Mas tudo bem numa urgência.

Perfumes
Loções próprias para a região só devem ser empregadas em ocasiões especiais — não no dia a dia.

Protetores diários
Esquentam e umedecem o local, favorecendo a proliferação de fungos. Melhor não!

Compartilhe essa matéria via:

Continua após a publicidade