Conheça os principais tipos de uvas viníferas

Marco Antonio Carbonari é dono da vinícola Villa Santa Maria, oriunda da sua família italiana, que tem o nome como homenagem a sua matriarca, Maria Brandina, que também leva o nome dos rótulos. Localizada em São Bento do Sapucaí, no Estado de São Paulo, o local apresenta diversas opções de turismo e vinhos excelentes para a venda.

Porém, o que muitas pessoas não imaginam é que, em um vinhedo, nem todas as espécies de uvas cultivadas dão origem a vinhos finos. O especialista Marco Antonio Carbonari explica que os melhores vinhos do mundo são produzidos a partir da Vitis Vinifera – espécie mais adequada para vinificação. Dentre as mais de 5 mil uvas viníferas, que são as que apresentam boa concentração de açúcar e presença de taninos em suas cascas, a vinícola Villa Santa Maria utiliza somente algumas. Confira quais são a seguir.

  • Cabernet Sauvignon: A uva mais plantada em todo o mundo, ficando atrás somente da Merlot, a Cabernet Sauvignon é sucesso no Brasil pois se adapta muito bem a regiões mais temperadas e quentes. A rainha das uvas tintas traz para a bebida resquícios de aromas silvestres, devido ao seu alto teor de taninos, toque seco e média acidez. 
  • Cabernet Franc: De origem francesa, Marco Antonio Carbonari diz que esta uva pode ser plantada em climas mais frios ou quentes, o que, consequentemente, irá mudar o amadurecimento da bebida e seu corpo, mas que nenhum é necessariamente ruim. O importante é ser cultivada corretamente, em seus pequenos cachos cor de violeta. Considerada um bom varietal, ou seja, um vinho formado por uma única uva, a Cabernet Franc traz um toque de especiarias e sabores suaves ao vinho.
  • Sauvignon Blanc: É uma das uvas brancas mais famosas do mundo. Oriunda da região do Vale de Loire, a nobre uva apresenta diversas características a depender do local onde é cultivada. Nos alpes franceses, por exemplo, os vinhos produzidos por uma Sauvignon Blanc é varietal, seco, refrescante e com tons frutados no aroma. Marco Antonio Carbonari conta que, geralmente, elas também passam pelo processo de podridão nobre para aumentar a concentração de açúcar nos bagos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui