O Brasil vai sediar a Copa América, Entenda.

Marcio Alario Esteves
Marcio Alario Esteves

O futebol, sem sombras de dúvidas, é uma das paixões do brasileiro que assim como o empresário Marcio Alario Esteves, apaixonado pelo esporte, não perde um jogo da seleção. Dessa maneira, imbuído de amor pela seleção e por futebol, o empresário comenta sobre os últimos acontecimentos da equipe brasileira.

“Com a mortalidade ainda em alta por conta do coronavírus, a discussão de realizar a Copa América no Brasil estava acirrada”, fala Marcio Alario Esteves. Mesmo com a vacina, a média de mortos pela covid-19 é alta no país que já registrou mais de 465 mil mortes pela doença.

Dessa maneira, o empresário Marcio Alario Esteves explica que um posicionamento da equipe foi exigido pela mídia e que após grande pressão, emitiu um comunicado, ou melhor, um manifesto contra a realização da Copa. Contudo, revogaram e se manifestaram novamente, dessa vez atendendo ao apelo de quem gostaria que o país sediasse o evento.

O comunicado só foi emitido após o jogo eliminatório entre Brasil e Equador em que o capitão do time, Carlos Henrique Casemiro, ao final do jogo de placar 2×0 para o Brasil, em entrevista à TV Globo, quando questionado acerca do posicionamento da seleção em relação à realização da Copa América, disse que em breve haveria o posicionamento. Sem falar muito e de forma abrangente, disse:

“Não podemos falar sobre o assunto, todo mundo já sabe qual o nosso posicionamento, mas não vamos falar. Mas todo mundo sabe, mais claro é impossível, o Tite deixou claro para todo mundo qual é o nosso posicionamento e o que nós pensamos da Copa América. Existe respeito, hierarquias que temos que respeitar, claro que queremos dar a nossa opinião, rolou muitas coisas, mas existe respeito.”

O manifesto na íntegra no qual contém o posicionamento da seleção diz o seguinte:

“Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia e estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.”

O texto foi postado nas redes sociais e gerou intensa discussão entre os internautas. “De uma lado pessoas que apoiam a realização do evento e do outro, pessoas que acham uma afronta às famílias que perderam seus entes queridos”, fala Marcio Alario Esteves à nossa redação.

Dessa maneira, o Brasil sediará a Copa América que ainda está em fase eliminatória. O país atenderá às normas sanitárias e fará o melhor para recepcionar o evento da melhor forma, narra o empresário Marcio Alario Esteves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui