Quais são os riscos e como é feito o tratamento de cálculos renais

Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes
Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes

A incidência de cálculos renais aumentam quando o paciente possui hábitos alimentares ruins e faz pouca ingestão de água, afirma o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, médico especialista em urologia, o Dr alerta para os riscos que as pedras nos rins podem trazer à vida das pessoas.

Os cálculos renais são aglutinações formadas por substâncias que se cristalizam, como cálcio e ácido úrico, essas aglutinações ficam alojadas nos rins, fato gravíssimo, tendo em vista a importância que os rins desempenham no corpo humano.

A princípio pode parecer que não é nada demais ter pedras nos rins, há pessoas que pensam que todas serão expelidas na urina e está resolvido o problema, porém os cálculos renais podem ser causas de fortes dores nos pacientes, por isso, deve-se evitar manter um estilo de vida não saudável para remediar possíveis empecilhos, alerta o médico Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes.

O cálculo de cálcio é o mais comum, porém há cálculo de cistina, cálculo de estruvita e o cálculo de ácido úrico, este último mais presente em pessoas do sexo masculino. Os sintomas, como já mencionado, podem ser dores intensas, principalmente na hora de realizar a micção. Além disso, em casos mais graves há a presença de febres, vômitos, náuseas e sangue na urina.

O tratamento para pedras nos rins é feito, geralmente, através de medicamentos analgésicos, ressalta o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes. Vale ressaltar a importância de consultar um médico, é ele que irá especificar qual remédio e dosagem tomar. Ademais, em casos de cálculos avançados e avantajados, é necessário a realização de uma cirurgia para extrair essas pedrinhas. Por fim, é sempre indicado a ingestão de água, para eliminar os cálculos de forma natural.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui