Saiba como cuidar de um Pug

Rafael Libman comenta que se você está em busca de uma super companhia canina, o pug é uma ótima opção. Afinal, a raça da cara amassada é do tipo ansiosa para agradar, aprender e amar e vai sempre querer estar por perto. 

O Pug é uma das mais antigas que existem. Remetem à China da dinastia Han, em tempos ainda pré-cristãos. Os cachorros pertenciam aos imperadores e viviam cercados de luxo – com direito a guarda e tudo. Esses cachorros foram levados para a Holanda e de lá para outros países da Europa, onde receberam nomes diferentes. Não é por acaso que a raça conquistou aristocratas europeus e porta-vozes elegantes. Eles são uma fonte de inspiração para artistas e foram retratados em pinturas e cartões postais. 

Somente duas cores oficialmente reconhecidas, variação do abricó e preto, o Pug é um cachorrinho com olhos expressivos, pequeno porte, cabeça redonda e curva e com muitas rugas no corpo. Esta raça é muito amigável e pode facilmente encantar crianças e outros animais (até gatos). Rafael Libman diz que são muito carinhosos com o ser humano, por isso eles ficam plenamente felizes simplesmente por fazerem parte de uma família. Assim como o ronronar de um gato acalma o dono, o pug emite um pequeno ruído ao respirar, o que o torna mais especial. Isso porque são cães braquicefálicos, ou seja, têm o nariz achatado. Por isso, se você pensa em adotar um pug, saiba que a raça possui algumas particularidades que devem ser consideradas. Conheça as principais:

  • Os Pugs são propensos a obesidade e alergias. Portanto, esses cães precisam estar atentos à qualidade e quantidade dos alimentos que comem. Eles devem ser alimentados com rações de alta qualidade, de preferência de variedades premium e super premium, já que garantem todos os nutrientes necessários para uma vida longa e saudável.
  • Os pequenos são sensíveis às mudanças bruscas de temperatura e são especialmente suscetíveis ao calor, devido a sua dificuldade em respirar. Rafael Libman explica que isso torna difícil para esses cães regularem sua temperatura corporal, resultando em hipertermia (superaquecimento do corpo), que pode ser fatal, então redobre o cuidado em estações mais quentes.
  • Eles têm os olhos saltados e isso faz com que estes cãezinhos tenham uma predisposição a desenvolver doenças oculares. Seus olhos são mais suscetíveis a fatores externos, como poluição, sujeira, microorganismos, etc. Esses fatores podem causar vermelhidão, lacrimejamento e infecções. Portanto, uma das medidas preventivas para pugs é limpar a área dos olhos regularmente com soro. E, na hora da limpeza, é importante secar totalmente a área para evitar que o soro pingue e entre nas dobras da pele do focinho e mantenha úmida o que propícia alergias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui