Saiba o que são as glândulas suprarrenais

Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes
Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é médico urologista, graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente exerce a função de cirurgião geral, com especialidade em prostatectomia robótica, uma cirurgia minimamente invasiva, contra a cura do câncer de próstata. Com mais de 20 anos de experiência na área, o especialista explica o que são glândulas suprarrenais e quais são as suas funções.

As glândulas suprarrenais ou adrenais fazem parte do sistema endócrino e dividem-se em dois tecidos embrionários diferentes: córtex (camada externa, de cor amarelada devido à presença de colesterol) e medula (parte central). Sendo assim, cada parte dessa glândula produz hormônios diferentes. Elas se localizam na cavidade abdominal, precisamente acima de cada rim, daí a sua denominação.

A medula suprarrenal é responsável pela produção de adrenalina e noradrenalina. O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que os dois hormônios são liberados em grandes quantidades no organismo depois de fortes reações emocionais, como acontece no susto, medo, estresse e provocam aumento dos batimentos cardíacos e pressão arterial, constrição dos vasos, etc. Os principais hormônios produzidos e liberados pelas glândulas adrenais são:

  • Aldosterona: Atua no equilíbrio dos líquidos, ou seja, auxilia na retenção de potássio e sódio no sangue.
  • Cortisol: Conhecido como o “hormônio do estresse”, é responsável por controlar o estresse e atua na manutenção dos níveis de açúcar, estimulando a formação de carboidratos a partir de proteínas e outras substâncias, no sangue e na pressão arterial.
  • Adrenalina: Atua como um mecanismo de defesa do organismo, preparando-o para uma situação de emergência. É o efeito contrário da insulina. O Mestre e Doutor em urologia conta que a sua falta causa taquicardia, bradicardia e disfunções no nível de glicose.
  • Noradrenalina: Contribui na preparação do corpo para momentos de tensão, acelerando os batimentos cardíacos e mantendo a tonicidade muscular nos vasos sanguíneos, o que controla a pressão sanguínea. 

Algumas doenças afetam as glândulas suprarrenais, causando a produção excessiva ou reduzida de hormônios. Entre elas estão a insuficiência adrenal, câncer da glândula suprarrenal, doença de Addison, mais conhecida como insuficiência adrenal crônica e síndrome de cushing.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui